Livros

Livros: O Menino do Pijama Listrado

Sinopse: ” É muito difícil descrever a história de O menino do pijama listrado. Normalmente o texto de orelha traz alguma dica sobre o livro, alguma informação, mas nesse caso acreditamos que isso poderia prejudicar sua leitura, e talvez seja melhor realizá-la sem que você saiba de nada sobre a trama. Caso você comece a lê-lo, embarcará em uma jornada ao lado de um garoto de nove anos chamado Bruno (embora o livro não seja recomendado a garotos de nove anos). E cedo ou tarde chegará com Bruno a uma cerca. Cercas como essa existem no mundo todo. Esperamos que você nunca se depare com uma delas.

Autor: John Boyne
Tradutor: Augusto Pacheco Calil
Ano: 2006
Editora: Seguinte
Classificação:


O Menino do Pijama Listrado, uma história de John Boyne que conta a história de Bruno, um garoto de 9 anos que vive em Berlim em uma casa fantástica e tem grandes amigos. Um dia ao chegar da escola, Bruno tem a surpresa de encontrar sua família de mudança. O que aconteceu foi que, o seu pai foi promovido no seu trabalho e terá de mudar. A única coisa que Bruno sabia sobre o emprego de seu pai era que ele era muito importante para o país. Afinal, segundo o pai dele, era a única coisa que ele deveria saber.

Após a mudança, quando Bruno chegou na casa nova, a única coisa que ele fez foi odiar odiar e o odiar. Queria voltar para a casa antiga, a casa perfeita. Mas isso não era possível. Ah, e eu também esqueci de citar, que o Bruno era um explorador, sim, na casa antiga, ele adorava explorar cômodos, afinal, a casa dele era enorme e sempre tinha um lugar novo a ser explorado. Na casa nova isso não era tão possível assim, o único lugar a ser explorado era o Jardim. O que Bruno não sabia, era que o Holocausto, onde os judeus ficavam, ficava perto da casa dele, e dava para ver da janela do quarto do Bruno. O que fazia com que o menino ficasse cada vez mais curioso e sua sede de exploração só aumentava.

Até que um dia, Bruno conseguiu dar uma escapada e foi explorar o jardim. Quando encontrou um menino, Shmuel, um judeu que vivia dentro do campo. E dali nasceu uma grande e incrível amizade. Que jamais deveria existir.

A amizade dos dois é uma amizade muito bonita, é a única coisa que fez com que Bruno esquecesse Berlim e quisesse de fato, morar ali. Mas Bruno com toda sua inocência não sabia o que de fato acontecia. Também não sabia que sua família estava envolvida nisso, e infelizmente, descobriu da pior maneira. A amizade de Bruno e Shmuel é uma das amizades mais puras e mais tocante.

Achei o livro muito bonito, muito tocante. Durante toda a história, só é nos provado como uma criança enxerga as coisas com inocência, bondade e amor. Enquanto os adultos querem guerra e poder. As crianças sim, eram uma raça pura. E durante a leitura, não entrava na minha cabeça que, embora essa história seja fictícia, existiram muitas e muitas outras histórias reais, de famílias que sofreram, foram torturadas e mortas. O nazismo é algo tão cruel, que não dá para acreditar que foi real, parece que foi ficção mesmo.

O livro é curto e não é difícil de entender. Eu li ele em uma madrugada, até porque me apeguei, e assisti ao filme logo em seguida. Sim, faltaram muitas coisas no filme que tinha no livro, mas isso acontece sempre. Mas também fora acrescentado coisas no filme que não tinha no livro. E foram coisas bacanas, nada que mudasse muito a história. Mas faz falta pra quem leu o livro.

É um livro que vale muito a pena ler&refletir 🙂

8 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *